domingo, 10 de abril de 2011

First Run!

Ora bem, hoje estreei-me numa nova aventura: o atletismo. Depois de muitos anos a praticar desporto, este foi um ao qual eu nunca dei grande importância. É um desporto com cada vez mais adeptos, divertido e muuuuuuuuuito mais barato que qualquer outro, dependendo do nível do praticante, é claro. O meu é baixinho... eheheh.
Escolhi uma prova muito interessante para começar, mas ao mesmo tempo bastante exigente para quem está a dar os primeiros passos: A Corrida do SLB. Eu não me lembro de alguma vez ter corrido 10 Kms seguidos. Neste caso não me interessava. Correr dentro do estádio do meu clube era incentivo suficiente para conseguir correr pelo menos 5 Kms, altura da passagem pelo interior da Catedral. Obviamente que esse não era o meu principal objectivo, apenas tornou a perda da minha "virgindade atlética" muito mais bonita. :)
Os meus objectivos eram:
1º - Acabar a corrida;
2º - Acabar a corrida sem parar;
3º - Acabar em menos de 01:15:00;
Já lá vamos aos resultados.
Fiz a corrida com o meu cunhado, a pensar que eu ia atrás do ritmo dele, uma vez que tendo em conta a profissão dele assumi que ele estava em boa forma física. Certo e errado. De facto andei atrás do ritmo dele, mas estávamos ambos em má forma física. Uma coisa eu já aprendi: cada um tem o seu ritmo e não vale a pena fugir muito dele sob pena de não conseguir fazer mais do que 2 Kms. E o nosso ritmo foi...lento.
A prova começou em plena Av. Lusíada, e o ambiente era ESPECTACULAR. Havia atletas que nunca mais acabavam. Só passado 1 minuto do tiro de partida é que consegui passar pela linha de partida tal era a carneirada que corria toda junta... Começámos bem, no nosso ritmo, e até ao quilómetro 4 posso dizer que me senti muito bem. Até pensei: "Epá, eu nasci para isto...". Mas acho que foi apenas a perspectiva de chegar ao quilómetro 5, e à Catedral.
Um pouco antes de chegarmos ao estádio, comecei a sentir fadiga pela primeira vez. Eu e o Paulo fomos controlando a corrida um do outro, uma vez que tínhamos combinado começar e acabar juntos, o que serviu para o bem e para o mal. Tanto serviu como estímulo, como de travão em determinados pontos da corrida. Neste caso, fui mais um travão do que um estímulo para ele, mas a diferença até nem foi muita.
A passagem pelo estádio foi simplesmente espectacular. Até deu para agradecer o apoio que veio das bancadas.... LOL. De facto havia gente nas bancadas. Havia muitas famílias à espera dos seus conhecidos para os apoiar. Eu fingi que estava a receber o apoio do 3º anel! :)
Logo a seguir ao estádio veio o quilometro 5, e a metade da prova. Tempo: +/- 31 minutos. Estávamos dentro do objectivo, mas daqui para a frente é que a corrida realmente começou, ou seja, o jogo mental do "consigo - não consigo", a gestão do ritmo e do esforço e o teste à preparação física começou aqui. E foi também aqui que ao passar pelo marcador "5 KM" vimos os primeiros atletas a chegar à meta. Lembro-me do que me veio à cabeça: "DASSE!"...
Até ao quilómetro 7 portei-me bem. Nesta altura é que se começou a revelar a diferença entre mim e o Paulo. Eu comecei a fraquejar e ele manteve o ritmo. Começou uma recta de 1 Km e tal sempre a subir (ligeiramente) na estrada de Carnide para Telheiras, e CONTRA O VENTO. Confesso que foi isso que me lixou. Isso e o facto de ter levado meias elásticas para a prova. BURRO! Aprendi nesta corrida que o conforto é absolutamente essencial para fazer uma boa prova, e nesta subida eu comecei a não sentir sequer o meu pé esquerdo. É um facto que consegui acabar a subida, mas quando comecei a fazer o trajecto de regresso, a descer, o segundo objectivo foi pró galheiro. Tive que começar a andar para retomar a circulação sanguínea no meu pé. Foi aqui que eu funcionei como travão na prova do Paulo, mas após andar durante 2 minutos, parecia outro. Recomecei a correr como se estivesse a começar, e assim passámos o quilómetro 8.
Ao quilómetro 9, já eu estava com um andamento superior ao do meu cunhado, e tive que puxar por ele até ao final, altura em que apanhámos um pendura - O meu primo. Não fazia ideia de que ele estava a correr, mas acabámos por terminar a prova juntos.
Resultado: Objectivos 1 e 3 atingidos! Objectivo 2 falhado...
No geral, considero a estreia bastante positiva, e hoje é a minha segunda melhor marca aos 10 Kms: 01:05:08.
Venha a próxima, que o bichinho ficou cá!...