domingo, 31 de agosto de 2014

A Passadeira - Um sonho numa tarde de Verão


 
Estava no ginásio, a remoer no fígado a contrariedade da pubalgia pela 496ª vez, tinha acabado de fazer 20 minutos de bicicleta fixa, sem carga para não forçar a lesão, e olho para a passadeira, sim aquela onde tinha aprendido a correr - Será que posso fazer 10 minutos de marcha? Não faz mal à pubalgia, portanto posso!

E em vez de ir fazer musculação aos braços e aos peitos, resolvi entregar-me àquela máquina cardio. Subi para o tapete, iniciei o programa e comecei a andar de com o olhar pregado no espelho que ocupa toda a frente do ginásio. Olhos nos olhos comigo mesmo enfrentando as minhas derrotas e vitórias, punha um pé à frente do outro num ritmo monótono que me adormecia os sentidos neste mundo e os acordava no outro.

E facilmente visualizei um trilho que submergia num quadro impressionista, onde uma colunata de troncos emergia  e suportava um copa que servia de filtro solar, e onde vários tons de castanho, verde e amarelo se misturavam numa tela com pinceladas apaixonadas.

Ouvi um chilrear de um melro, depois outro e mais um, até se tornarem num coro de pássaros, que aqui e ali cantavam uma sinfonia que competia em virtuosismo com os melhores solos de violino criados por Vivaldi.

E pelas minhas narinas, já não passava o ar artificial do ginásio, mas sim uma brisa que me enche de nostalgia, o cheiro a terra molhada, a geosmina.

Os  meus pés deixaram de sentir o tapete de borracha automovido, para calcarem um caminho ponteado por pedrinhas que cedia a cada passada.



E tudo isto se enredou em mim, todos os meus sentidos já estavam noutro lado, sentia-me livre e decidi começar a correr...

Mas não posso, estou lesionado e só iria agravar a pubalgia. Abri os olhos, vi-me ao espelho, parei a máquina e sai de rompante... tinham passado 27 segundos.

Tenho mesmo de me pôr bom para voltar a correr.

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Diário do Coxo - Ep. 315431

Olá!!!!! Os 5 leitores deste blogue tiveram saudades minhas?? Tiveram?? J
Pois é, eu sei que sim, mas têm que ter paciência… Passei por cá para fazer um pequeno ponto de situação da minha recuperação da entorse da tibiotársica do lado esquerdo. Dada a vossa dedicação, sinto que devo isso a todos vós! J

Treta à parte, após 10 sessões de fisioterapia, as dores diminuíram, a amplitude de movimentos regressou quase ao normal e a força também. Só o raio do inchaço é que não desaparece…
Deixei as muletas há coisa de 2 semanas, com mazelas nas mãos (das quais ainda estou a recuperar), e o estabilizador há 3 dias. Quem diria que usar o raio das muletas poderia causar tenossinovite estenosante
Eu não sabia, mas pode! Curiosos? Google it! Um mal nunca vem só, e 2014 está a ser um mimo…

Enfim… hoje tive consulta no ortopedista, e ao que parece, estou a meio caminho de poder voltar a correr. Ora, como passaram praticamente dois meses desde a lesão, isso quer dizer que faltam mais dois meses, sensivelmente.
Conclusão: NUNCA MAIS CHEGA NOVEMBRO!!!!!

Próximos passos: Anti-inflamatório para as mãos, mais 10 sessões de fisioterapia, consulta com a fisiatra, ecografia, FÉRIAS (3 semanas!!!), talvez regressar à fisioterapia, e finalmente consulta com o ortopedista no final de setembro.

Ufa!

Ao melhor estilo Dragonball: "Não perca o próximo episódio (do Diário do Coxo), porque nós também não!"


PS: Só falta o Zémi fazer o reporte dele para a Ala-dos-Coxos atualizar todas as notícias. Não é Zé?