segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Exemplo de fair-play no atletismo

Ivan Fernández Anaya durante uma prova de corta-mato, em Dezembro passado, em Navarra (Espanha) teve uma atitude de grande fair-play.
Ele era o segundo classificado da prova quando viu Abel Mutai (atleta queniano, medalha de bronze dos 3000m obstáculos nos Jogos Olímpicos em Londres), que liderava com folga, diminuir o ritmo a menos de 20 metros da meta por achar que já havia cruzado a linha de chegada. Ele permaneceu atrás dele, gesticulando para que o queniano compreendesse a situação e, quase empurrando-o levou-o até o fim, deixando-o vencer a prova como iria acontecer se ele não se tivesse enganado.
"Eu não merecia vencer", disse Ivan Fernández ao jornal espanhol El País. "Eu fiz o que tinha que ser feito. Ele era o real vencedor da prova, liderava com folga e eu não tinha condições de vencer. Ele cometeu um erro e, assim que vi isso, eu sabia que não poderia aproveitar-me da situação".


1 comentário:

  1. Já tinha visto esta notícia em dezembro. É espetacular!

    O espanhol esteve muito bem.

    Em caso de dúvida, o queniano devia ter feito como a Rosa Mota nos J.O.: era dar mais uma voltinha... :)

    ResponderEliminar